Sonetos e Frases de Outono

teu olhar me diz, claro como cristal:
“Bizarro amante, o que há em mim que mais te excita?”
– Sê bela e cala! O meu coração, que se irrita,
Por tudo, exceto a antiga candura animal,

Não te quer revelar seu segredo infernal,
Embalo cuja mão a um longo sono incita,
Nem a sua negra lenda a ferro e fogo escrita.
Abomino a paixão e a alma me faz mal!

Amemo-nos em paz. Amor, numa guarida,
Tenebroso, emboscado, entesa o arco fatal.
Conheço-lhe os engenhos do velho arsenal:

Crime, horror e loucura! – Ó branca margarida!
Não serás tu, como eu, triste sol outonal,
Ó minha branca, ó minha branca Margarida?

Charles Baudelaire

 

Já o outono deixou toda a folhagem
Das árvores. As noites são compridas.
As folhas secas caem, dando a imagem
Das irremediáveis despedidas.

Os poentes são longos. Na paisagem,
Campos lavrados, terras remexidas
Dão a impressão de coisas que reagem:
Eternas vencedoras e vencidas.

Mas há serenidade e confiança
Na vida. A terra loira enfim descansa
De florir os lilases e os trigais.

– Mas tu partiste… E nesse próprio dia
Pus-me a chorar em frente da invernia,
Como se o sol nunca voltasse mais!

Sílvio Rebelo

 

CANÇÃO DE OUTONO

Perdoa-me, folha seca,
não posso cuidar de ti.
Vim para amar neste mundo,
e até do amor me perdi.

De que serviu tecer flores
pelas areias do chão,
se havia gente dormindo
sobre o própro coração?

E não pude levantá-la!
Choro pelo que não fiz.
E pela minha fraqueza
é que sou triste e infeliz.
Perdoa-me, folha seca!
Meus olhos sem força estão
velando e rogando áqueles
que não se levantarão…

Tu és a folha de outono
voante pelo jardim.
Deixo-te a minha saudade
– a melhor parte de mim.
Certa de que tudo é vão.
Que tudo é menos que o vento,
menos que as folhas do chão…

Cecília Meireles

 

Hai-Kai de Outono

Uma borboleta amarela?
Ou uma folha seca
Que se desprendeu e não quis pousar?

Mario Quintana

 

As mágoas do Outono,

Se esvão para outro lado,

Daqui ali como folhas secas se quebrando.

Sentimentos puras voam e sobrevoam sobre as pessoas,

Como borboletas em tom de dança!

O vendaval insisti em avoar nas  oliveiras,que se soam alto as carniceiras.

E eu…acordo de repente numa tarde deitado abaixo duma árvore… Jeferson Moraes 

Um comentário em “Sonetos e Frases de Outono

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s